O que é Tomboy ?


♡ Você sabe a diferença entre o estilo tomboy e o boyfriend ? O boyfriend é a ideia de pegar as roupas emprestadas do guarda-roupa do seu namorado e usar como se fosse peças dois números maiores, que ficam soltas no corpitcho, fazendo um visual mais largado e desencanado . 



Já o Tomboy é inspirado em peças do universo masculino com as modelagens adaptadas para o corpo feminino. As peças de alfaiataria são um ótimo exemplo. Pense em paletós, jaquetas,calças sociais, coletes, spencers e camisas brancas. 





Esse estilo de se vestir também é conhecido como '' à la garçonne'', que em Francês quer dizer '' como um menino ''. E acredite! Meninas femininas podem se vestir com o estilo tomboy e continuarem femininas. Muitas atrizes de Hollywood, desde a década de 20, como Greta Garbo e Marlene Dietrich, já usaram calças, camisas masculinas e lançaram essa moda. Coco Chanel revolucionou a moda feminina e construiu um império adaptando a praticidade das roupas masculinas para o vestuário feminino. Anos mais tarde, Yves Saint-Laurent criou um smoking feminino que marcou época e se tornou uma das peças mais icônicas do estilo.




Os acessórios mais bacanas para usar com o estilo tomboy, são os suspensórios, a gravata-borboleta, o chápeu coco e um sapato oxford. Então é isso! Bjsssss.

A mágica da make

Saber usar maquiagem é uma habilidade sobrenatural de ficar sempre bem. O problema é quando você vira escrava dela...







☺ Mais do que a metafisíca, mais do que  direito internacional, mais do que a mente dos garotos, eu não entendo maquiagem. É algo meio just don't. Não que eu saiba colocar um pouco de sombra ou que eu não tenha lápis de olho. Eu só sigo sempre os mesmos tutoriais. Por exemplo se alguma revista não lançar um tutorial sobre make festa, vou chegar á festa com lápis, máscara e base.
Comecei há uns cinco anos a ter noção do que eu tenho hoje. Acho bonito: se bem aplicada, maquiagem é quase uma arma, esconde espinhas, diminui o nariz. Ouvir dizer que tem gente que usa maquiagem para aumentar o tamanho do decote.
Minha mãe é um pouco ligada em moda de uma maneira geral. Ela é fã de jeans, camiseta e um sapato bonito. Do tipo bem básica, sabe ? Minha família como um todo é assim. Ou seja: o que eu aprendi sobre maquiagem foi na escola, com as amigas, com sites e - acima de tudo - com revistas. E, me repito, eu gosto de maquiagem, só não entendo dela tanto quanto gostaria.
Isso sem incluir a parte das besteiras que faço com um pincel na mão. Sabe aquela imagem de Cristo que uma idosa restaurou numa igreja em Borja, na Espanha ? Aquela virou uma imagem viral na internet ? Pois então : sou eu em alguns acidentes com o pó compacto.
Uma dessas verdades sobre maquiagem é que, me repito, todo mundo fica bonito com ela. Eu me gosto de maquiagem. Apesar de que tem dicas de beleza que só parecem funcionar com gente bonita, vá lá. Ás vezes, fico bem. E ao longo do tempo, quanto mais maquiagem eu uso, mais eu aprendo e fico melhor com ela. Acabo chegando ao ponto de que, se eu for á padaria sem maquiagem ( sem lápis de olho, que seja ), tenho medo de que a atendente vá me achar feia.
Tem uma frase da atriz Hilary Duff sobre como estar sem maquiagem é parecido com estar sem roupa. Com muita correção, a gente acaba acreditando numa aparência que não é nossa. Para piorar, acaba achando que a Vanessa Hudgens usa aquele delineador maravilhoso até para ir dormir. E não é assim.
Pensa numa pessoa perfeita, totalmente perfeita, aparência, inteligência, carisma. Qual o defeito dela ? Ela é perfeita. Os defeitos também são parte de quem somos. Então vamos viver a maquiagem sem medo. Mas vamos viver a cara lavada também sem medo. 

   - Luisa Geisler